Esquiar Fora da Pista: Conheça o Esqui Freeride

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Um dos maiores objetivos de quem começa a esquiar é, sem dúvida alguma, esquiar fora da pista. A modalidade é também conhecida como freeride e embora não aconteça em pistas, exige muito mais habilidade e cuidados do que imaginamos. Nem precisamos falar sobre a adrenalina e as sensações incríveis de deslizar sobre a neve fofa das montanhas, não é mesmo?

Neste sentido, o freeride é indicado para quem está realmente acostumado a esquiar. Isso quer dizer que essa seria a modalidade a ser enfrentada depois da pista verde, azul, vermelha e, finalmente, a preta. 

Nas próximas linhas, vamos falar sobre as técnicas do esqui fora da pista, além de citar algumas coisas que devem ser evitadas. Continue lendo para descobrir o mundo fascinante do esqui. 

A técnica para esquiar fora da pista

Para praticar um bom freeride, você precisa de neve fofa, um bom playground e, acima de tudo, uma boa dose de segurança! 

O princípio é simples: esquiar nas encostas em busca de neve recém tombada, tranquilidade, lugares intocados, paisagens selvagens sem teleféricos e sem barulho! 

Desde já, não embarque em uma aventura se você não conhece a área ou se não consegue ler a neve e avaliar o terreno … Esquiar fora da pista requer anos de experiência e muitas vezes aprendendo com infância lendo a montanha.

No esqui freeride o peso do corpo deve ficar bem dividido sobre as pernas, mas sem que o corpo endureça e você perca o controle dos movimentos. 

esqui-freeride

Os mandamentos do esqui freeride

A evitar

  • Não vá praticar o esqui fora da pista sozinho;
  • Seguir os traços de outro esquiador não é recomendável porque (i) terá mais dificuldades (ii) faz pouco sentido (iii) quem deixou rastros pode não gostar;
  • Nunca cruze as pistas de outro esquiador porque (i) visto de baixo, será feio (ii) não agradará quem fez a pista que você revezou;
  • Esquie com cuidado, buscando não causar avalanches ou maiores desastres

É recomendável

  • Saia bem equipado: aparelho de detectar vítimas na neve, pá e sonda, útil para encontrar uma ou mais pessoas enterradas em caso de avalanche;
  • Escolha esquis muito largos ou snowboard. Isso permitirá uma boa sustentação e evitará afundar na neve;
  • Informe-se sobre as condições climáticas;
  • Utilize um capacete para proteger sua cabeça em caso de queda;
  • Aprenda a planejar seus esquis enquanto ganha velocidade.

Já deu para ver que o freeride não é brincadeira, não é mesmo? 

Afinal, essa é uma modalidade que não se improvisa. Uma descida nunca percorrida pode parecer tentadora, mas pode ser igualmente perigosa se você fizer, por exemplo, sem um guia de montanha. Por isso mesmo as próximas linhas são super importantes!

esquiar-fora-da-pista

Aos iniciantes…

A recomendação mais importante para quem está começando a praticar o freeride é de sempre ir com alguém. Nesse cenário, procure um bom guia de montanhas, o que não será difícil em uma estação de esqui. 

Além disso, antes mesmo de colocar os esquis nos pés, procure saber como estará o tempo no dia. Há previsão de chuvas, nevascas ou ventos que possam atrapalhar os esquiadores? Lembre-se, também, dos riscos de avalanches! 

Lembre-se dos 10 mandamentos do esqui sobre a pista: aprenda com os erros. Neste momento, eles serão ainda mais importantes do que sobre a pista. 

O terreno perfeito para o freeride

O terreno ideal é julgado de acordo com diferentes critérios, mas permanece bastante subjetivo e específico para cada um. Tudo depende do que você está procurando: forçar seus limites em uma ladeira íngreme ou se divertir na neve louca sem muito compromisso?

O primeiro tipo de terreno ideal é o que oferece infinitas possibilidades: vales, corredores, campos de neve, encostas íngremes … 

Por isso, algumas estações são mais indicadas, como Les 2 Alpes, com seus imensos pentes ou até Val Thorens, Chamonix (e seu famoso Vallée Blanche, com rotas diferentes dependendo do nível), Serre Chevalier, Tignes e Val d’Isère

E se você cruzar as fronteiras francesas, poderá ir e ser deixado no topo das montanhas em busca de encostas intocadas e muita neve! 

Sim, estamos falando de fazer um desembarque de helicóptero para fazer heli-ski. Você pode praticá-lo durante o dia ou fazer uma viagem de heliski.

As condições e equipamentos para esquiar fora da pista

Além do equipamento obrigatório, DVA-shovel-probe e Airbag (altamente recomendado), você também deve consultar o boletim de risco e avalanche de neve emitido pela Météo France todos os dias durante a temporada. Dois parâmetros devem ser levados em consideração: queda de neve e vento.

E mesmo se você fizer tudo isso, escolha esquiar com um guia fora de pista ou com um instrutor de esqui (que não poderá levá-lo em terreno de gelo). É muito simples, não corra riscos e saia da pista com segurança!

Por fim, lembre-se de não expor ninguém aos riscos do esqui freeride. Ou seja, cuide-se e evite causar problemas aos outros. 

Ficou com vontade de sentir o vento fresco das montanhas enquanto esquia? Então corra para ver o nosso guia completo sobre esqui na França! 

 

Posts Relacionados