Beaujolais Nouveau: a tradição francesa do primeiro vinho do ano

Todos os anos, na terceira quinta-feira de novembro, a França está em clima de festa. Se você passar por qualquer lugar, vai ver placas e eventos anunciando a chegada do Beaujolais Nouveau: o primeiro vinho do ano. 

Embora tenha notas polêmicas, os franceses levam o vinho muito a sério. Ao caminhar pelas ruas de Samoëns, ouvi diferentes relatos: “não gaste dinheiro com esta porcaria”, “você ainda não provou o Beaujolais deste ano?”, “tem gosto de banana, mas é delicioso”, e por aí vai. 

Inclusive, acho que o charme todo da data está aí, na mobilização nacional que contagiou o mundo todo e enche qualquer um de curiosidade!

Sem dúvida alguma, estar na França na terceira quinta-feira de novembro é uma experiência única

Nas próximas linhas, você vai aprender sobre o Beaujolais Nouveau, sua origem, notas e até descobrir se conseguimos encontrá-lo no Brasil. 

Quando sai o Beaujolais Nouveau?

Beaujolais Nouveau 2018 – Foto: Túlio Moura

A história do Beaujolais Nouveau começa em 11 de março de 1951, com a evolução dos regulamentos sobre a venda de vinhos naquele ano. Com efeito, o decreto publicado no jornal oficial daquele dia especifica que os produtores só poderiam lançar os vinhos com rótulo controlado a partir do dia 15 de dezembro. 

No entanto, os produtores de Beaujolais se rebelaram contra a publicação e pediram para comercializar os vinhos en primeur, antes da data estabelecida.

Com o pedido aceito, a regulamentação permitiu que os vinhos de Beaujolais fossem vendidos no dia 13 de novembro. 

Assim nasceu o Beaujolais Nouveau. A data leva o nome da região em que o vinho é feito e indica que é a primeira safra de vinhos novos do ano.

Posteriormente, em 1985, foi definido que o vinho é lançado toda terceira quinta-feira de novembro, às 00h. 

Afinal, o Beaujolais nouveau é uma denominação?

Taça de Beaujolais Nouveau

Ao contrário do que muitos pensam, Beaujolais nouveau não é uma denominação. Logo, o vinho de que estamos falando é produzido dentro das denominações de origem Beaujolais e Beaujolais-villages.

Os vinhos franceses seguem o conceito de terroir. Embora a palavra não tenha uma tradução precisa em português, ela se refere à localização de cada vinho. Neste ínterim, um terroir possui as características específicas de clima, solo e técnicas de cultivo que tornam cada vinho único. 

Na França, as denominações de origem são as seguintes:

  • AOP – Appellation d’Origine Protégée
  • IGP – Indication Géographique Protégée
  • Vin de France

Em 2012, a legislação europeia que controla Denominações de Origem atualizou as classificações para AOC (Appellation d’Origine Contrôlée), VDQS (Vin Délimité de Qualité Supérieure), Vin de Pays e Vin de Table.

Além das denominações de origem, os vinhos franceses também seguem diferentes denominações de qualidade. 

De onde vem o Beaujolais Nouveau?

Como já foi dito, o Beaujolais Nouveau é um vinho novo produzido nos vinhedos de Beaujolais. Ele segue, obviamente, as denominações de origem Beaujolais e Beaujolais-villages. 

Essa região fica ao norte de Lyon e sul de Macon, como apontado no mapa pelo marcador roxo:

Como é produzido?

Este vinho é necessariamente produzido a partir de Gamay Noir com suco branco (100%), apenas por maceração carbônica ou maceração tradicional, dependendo da produção.

E para acompanhar?

Beaujolais Nouveau em Samoëns

Em geral, o Beaujolais é perfeito para harmonizar pratos da cozinha lionesa. Sendo assim, as opções mais comuns são as salsichas de pistache, tábuas de frios e queijos típicos da região, como o Saint Marcelin e o Saint Félicien. 

O sabor é bem frutado e pouco complexo, talvez herdado da fermentação de curta duração. Há controvérsias, mas muita gente sente um gosto de banana, enquanto outras pessoas preferem nem provar. Ou seja, é um vinho que depende muito do gosto de quem vai degustar. 

Posso encontrar o Beaujolais Nouveau no Brasil?

A resposta para essa pergunta é sim. Porém, a experiência não será nem um pouco parecida com o que se vive na França.

Isso porque a tradição francesa é levada um pouco mais a sério e o vinho pode chegar ao Brasil com um preço salgado. 

Para ter uma ideia, os vinhos de Beaujolais são considerados vinhos bem populares. A faixa de preço, na França, varia de 3 a 8 euros, um preço que dificilmente ultrapassa os 30 reais.

Apesar disso, no Brasil eles são vendidos por preços bem salgados, o que pode não fazer sentido se você considerar a polêmica em torno da qualidade. 

Devemos considerar que o vinho é praticamente uma religião na França. Não só isso: estamos falando do maior (e melhor) produtor de vinhos do mundo!

Por isso mesmo, a ocasião do Beaujolais Nouveau fará muito mais sentido em terras francesas. 

De forma superficial, podemos comparar ao carnaval. Embora ele exista em muitos países, sabemos que o do Brasil é o melhor e mais tradicional. Contudo, nada nos impede de festejar onde quer que estejamos.

Você já provou o Beaujolais Nouveau? O que achou? Conte nos comentários! 

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTS RELACIONADOS

RETRIP