Explorando Samoëns: A Estação de Esqui do Grand Massif

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A França é um país europeu com muitas cidades medievais, aldeias alpinas e costas paradisíacas do Mediterrâneo. Além disso, é famosa pelos vinhos e cozinha sofisticada, além de admirada pela língua e clichês característicos.

A capital da França é Paris, uma cidade cosmopolita renomada, lar do famoso Museu do Louvre, bem como os principais marcos turísticos: a Torre Eiffel e o Arco do Triunfo. Paris pulsa modernidade, ao mesmo tempo que guarda muita história. 

Mas, neste post, não falaremos de Paris ou dos clichés franceses. Vamos um pouco mais abaixo, no sudeste, na região dos Alpes

Há duas cadeias montanhosas no país do queijo: os Pirineus e os Alpes. Vamos nos concentrar nos Alpes franceses e, em particular, no clima acolhedor de Samoëns.

Conhecendo Samoëns

A imagem mostra Samoëns vista de cima, com telhados das casas em tons de cinza, árvores verdes e, ao fundo, montanhas sob o céu azul.
Samoëns – A Vila

Samoëns é uma cidadezinha localizada no departamento de Haute-Savoie, na região Rhône-Alpes, que fica no sudeste da França. A cidade fica no Vale Giffre, nos Alpes franceses, e é um destino de esqui muito popular na Europa.

As paisagens pitorescas já podem ser vistas logo na chegada. Ainda no início do inverno, as vacas leiteiras ficam soltas nos campos, comendo os últimos capins antes de serem fechadas.

A alegria é visível — e audível — no balançar dos sinos que carregam nos pescoços. 

Rodeada por florestas e aninhada no sopé da imensa montanha Criou, Samoëns manteve o seu charme autêntico, apesar do desenvolvimento do turismo na região.

A pequena vila pode ser descrita como uma das mais belas cidades históricas da França, além de ter um bônus especial: uma grande área de esqui.

A antiga vila faz parte da área de esqui Grand Massif e sua altitude (1600 a 2500 metros) indica a boa cobertura de neve, durante a maior parte da temporada de inverno.

Igreja com montanha ao fundo, em Samoëns
Samoëns – Igreja e Montanhas

No centro de Samoens, quase não há carros, o que torna a cidade um lugar tranquilo e familiar. A rua principal oferece uma variedade de lojas gourmet que vendem queijos artesanais, presuntos feitos na montanha e deliciosos itens da culinária francesa. 

Além disso, toda quarta-feira há um mercado maravilhoso de produtos locais, o que é perfeito para aqueles que amam a comida Savoyarde! 

Ao caminhar pela cidade, é possível ver esculturas de pedra. Além do esqui, a região é conhecida pelos artistas escultores de pedra.

Elas estão espalhadas por toda a cidade, desde as fontes centrais, até pequenas obras entre os jardins. 

O sino da igreja pode ser ouvido de praticamente todas as partes da cidade. Sem dúvida alguma, um charme que nos remete até mesmo ao clima camponês dos interiores de Minas Gerais, no Brasil. 

A seguir, falaremos da área onde as pessoas vão esquiar e praticar outros esportes de inverno. 

A área esquiável de Samoëns

Mapa de pistas de esqui de Samoëns
Mapa de Pistas do Grand Massif

Os teleféricos que dão acesso à estação de esqui de Samoëns fica a 20 minutos a pé do centro da cidade. Mas existe um ônibus disponível todas as manhãs, que sai por volta de  09:15. 

Como já vimos na introdução, Samoëns está ligada a uma grande área de esqui – o Grand Massif. 

Você pode chegar às encostas do Grand Massif em poucos minutos da cidade, usando o teleférico (Le Grand Massif Express). O centro é onde você encontrará grandes escolas de esqui, preparadas para receber todo tipo de esquiador: do iniciante ao mais avançado.

Inclusive, os monitores de esqui da École de Ski Française (ESF) se preparam para receber turistas brasileiros falando português. 

Esqui em Samoëns – Foto: Giancarlo

A única desvantagem da estação de esqui é que você não pode esquiar diretamente até ela, ao fim do dia – dessa forma, você deve pegar o teleférico até a cidade ou esquiar até a próxima vila, Morillon, para pegar um  ônibus até Samoëns. A viagem dura cerca de 10 minutos.

Em termos de paisagem e estrutura, o Grand Massif é uma área impressionante. Se as condições da neve permitirem, é possível esquiar na Tête des Saix (que fica a 2.120 metros de altura) até a cidade de Morillon (que está a 700 metros), através de uma variedade de trilhas, e do topo da Flaine (a 2.480 metros) até a parte inferior da Sixt (a 800 metros) cruzando as pitorescas pistas das Cascatas.

Este caminho é tido como um clássico pelos moradores da região. Ele pode ser feito em um dia. 

Esquiar no Grand Massif é considerado um passeio especial para aqueles que amam a paisagem e a tranquilidade das montanhas.

Além das belíssimas paisagens da região, há pontos que permitem avistar o Mont Blanc, segunda maior montanha da Europa. 

Conclusão

samoens-ski
Caminhos de Samoëns – Foto: Túlio Moura

Samoëns está entre os locais mais visitados pelos amantes do esqui, mas tem potencial para agradar todos os públicos. Ainda que pequena, a cidade possui bares e restaurantes que são muito movimentados, principalmente durante o inverno. 

As opções para se hospedar vão desde simples casas alugadas diretamente com os proprietários, até o luxo do Club Med, que fica no alto da montanha e tem paisagens belíssimas. 

Certamente esse é um destino para quem quer fugir da rotina e relaxar aproveitando o clima das montanhas. O acesso não é difícil, mas é facilitado para quem está de carro. 

Posts Relacionados