Coronavírus: O Que Acontece com os Viajantes?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

É inegável que o mundo vive um dos maiores surtos da última década. Após a Organização Mundial da Saúde ter declarado o estado de pandemia do covid-19, o coronavirus, a população se deu conta da gravidade da situação. 

A equipe do Retrip Expolra não poderia deixar de lado um assunto tão sério e que afeta tanto o que mais gostamos: viajar, explorar e conhecer lugares incríveis. Afinal, nosso foco é apresentar experiências ao redor do mundo, incentivar viagens e mostrar lugares fantásticos. Por essa razão, pausamos outras pautas e resolvemos dar atenção ao coronavírus. 

A pergunta que não quer calar: e as minhas viagens? O que vai acontecer com o passeio dos meus sonhos? Terei que ficar em quarentena?

Nas próximas linhas, você vai ler um pouco sobre o que deve ser feito para conter as infecções, além de dicas sobre como proceder com as viagens. 

Coronavírus: e a viagem dos sonhos? 

A realidade está escancarada nos jornais. No momento em que escrevo este texto, milhares de pessoas morreram após serem infectadas pelo coronavírus. Infelizmente, o número não para de aumentar. 

No Brasil, as infecções são recentes e a população toma, aos poucos, providências para se manterem protegidas. Uma dessas providências inclui, claramente, cancelar as viagens que  aconteceriam nos próximos meses

Neste cenário, independente do destino, o melhor a se fazer é seguir as orientações da OMS e evitar lugares públicos, aglomerações e exposição ao risco de infecção pelo covid-19. Ou seja, entrar em confinamento, independente do aparecimento de sintomas ou não. 

Como proceder quanto às reservas e passagens já feitas?

A grande maioria das empresas de hospedagem e transporte já estão cientes da situação e enfrentam uma grande crise. Isso porque em alguns casos, como o da Itália, as fronteiras foram fechadas e os voos devem ser cancelados. 

Se você tem reservas feitas e passagens compradas, o melhor a se fazer é entrar em contato com as empresas responsáveis e verificar o que pode ser feito. Lembre-se que essas são medidas em prol de sua própria vida e da humanidade. 

Estou em um país que foi fechado. O que devo fazer? 

Mais uma vez, esqueça a ideia de pegar transportes coletivos e enfrentar aglomerações. Neste caso, o mais indicado é seguir as recomendações das autoridades locais. 

Se você ou qualquer pessoa próxima apresentar algum sintoma, o confinamento é praticamente obrigatório. 

Segundo o Ministério da Saúde, é considerado um caso suspeito qualquer viajante que tenha passado por algum país com transmissão sustentada de covid-19; ou qualquer viajante que apresente sintomas semelhantes aos de um resfriado. 

Coronavírus — Quais são os sintomas?

Segundo o Ministério da Saúde, “os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença. 

Os principais são sintomas conhecidos até o momento são:

  • Febre.
  • Tosse.
  • Dificuldade para respirar.” 

Planeje a sua viagem 

Embora ainda não se saiba sobre os próximos acontecimentos, nós do Retrip Explora encorajamos que você não deixe de sonhar. 

O momento é de tensão e cuidado e, mais do que nunca, união. Se todos seguirmos as recomendações das autoridades e agirmos em prol de todos, a esperança é que logo o covid-19 seja controlado e deixe de ser uma pandemia. 

Tendo isso em mente, tire o tempo de recolhimento social para pesquisar e alimentar o desejo de conhecer e explorar lugares maravilhosos do mundo. Disso nós entendemos e podemos ajudar. 

Durante o período de quarentena, não deixaremos de postar conteúdo para que possamos planejar próximas aventuras. Além disso, contamos com você para superarmos essa situação. 

Por fim, informe-se, cuide-se e tenha o foco em um futuro onde possamos voltar a viajar.

Posts Relacionados