Trilha Salkantai – Peru – Matéria Gazeta do Povo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Trilha Salkantai

Trilha Salkantai no Jornal Gazeta do Povo de Curitiba.

Segue a matéria abaixo sobre nossa passagem pela Trilha Salkantai no Peru. Esta matéria também pode ser vista e conferida clicando aqui.

O Peru é destino dos sonhos de muitos viajantes. É admirado, principalmente, por uma das maravilhas do mundo: a cidade inca de Machu Picchu, nome quíchua que significa “montanha velha”. O país encanta também por sua população que ainda cultiva tradições do passado, como a reverencia à Pachamama (mãe terra) e a fé nos Apus (espíritos sagrados das grandes montanhas). Isso tudo faz com que a viagem fique mais interessante. Outro atrativo é o relevo com grandes montanhas, como a Salkantay, com seus 6.300 metros.

Quem pretende ir ao sítio arqueológico de Machu Picchu, tem a opção por fazer um trecking por trilhas que podem durar dias. A mais conhecida é a “Trilha Inca”. Ela é a mais tradicional, mas como existe um controle de acesso ao percurso, a reserva deve ser feita com meses de antecedência. Uma excelente alternativa, para quem deseja aventurar-se durante alguns dias num ambiente maravilhoso, é a “Trilha Salkantay”.

O percurso tem cerca de 80 km e geralmente é feito em cinco dias. A saída é da cidade de Mollepata, atravessando vales e despenhadeiros. O ponto mais alto da trilha é atingido no segundo dia, quando se chega à altitude de 4.700 metros e a neve eterna do pico Salkantay já pode ser tocada com os pés. Fantástico! Importante: o turista precisa ter uma boa preparação para suportar as barreiras do percurso, que incluem dificuldade de respiração, horas de caminhadas e um terrível frio à noite. Em certas épocas do ano, a temperatura cai muito rapidamente.

Vale ressaltar, ainda que, a beleza do lugar é indescritível e que o cenário vai mudando conforme dá-se a caminhada. No último dia do percurso, passa-se por terrenos secos e áridos, por matas densas e úmidas, até chegar à cidade de Águas Calientes. No dia seguinte, é claro, a impressionante Machu Picchu.

Antônio Rômulo de Sousa Júnior, gerente Administrativo e Financeiro

Fez a Trilha Salkantay em junho de 2009.

 

Posts Relacionados