Dicas para volta ao mundo – Primeiras dicas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Primeiras dicas para volta ao mundo

1. Pesquise os destinos… mas não pesquise demais

Meu conselho: Mantenha a sua cabeça aberta e os ouvidos atentos durante a viagem. Converse com os locais e ouça o que eles têm a dizer sobre seus próprios lugares preferidos. Não use seu guia ou roteiro como bíblia, e sim como ponto de partida. Com certeza por mais que você planeje sua viagem, algum imprevisto pode ocorrer e se você não estiver com cabeça aberta a viajem será estressante. Além do fato de novas oportunidade aparecerem bem no meio da trip.

E outra, nada melhor do que ir a uma rua aleatória e acabar descobrindo algo que não esperava, uma festa, uma vista bonita ou um restaurante local e acolhedor.

2. Prepare um orçamento

Quanto você acha que custa uma viagem de volta ao mundo? Você provavelmente está chutando errado. Geralmente, um orçamento pra esse projeto é consideravelmente maior do que o número que você tem na cabeça.

É muito difícil determinar um orçamento, já que tudo depende dos seus destinos, da quantidade deles (quanto mais lugares você for, esta logística torna mais cara a viagem), como você vai se locomover entre eles, onde você vai dormir, o que você vai comer, que atividades você vai fazer e com que nível de conforto você se sente bem. Pra ter uma ideia mais precisa, só fazendo muita pesquisa. Você vai precisar descobrir o preço aproximado dos seguintes itens, para cada local que pretende visitar:

• passagens aéreas

• ônibus, trens ou avião para as viagens internas

• comida

• hospedagem

• passeios

• traslado

3. Vistos e Vacinas

Essa é uma parte muito importante. Além do passaporte, alguns países exigem o famoso Visto. Neste caso, você tem duas opções: ou você procura na internet e tira por conta própria ou veja com algum despachante para fazer o serviço para você.

Com relação a Vacinas a não ser que você queira passar sua viagem se recuperando de doença, você tem que ser vacinado. Geralmente a Febre Amarela é obrigatória em muitos países mas em alguns casos, a exigência pode ser maior e necessária para poder passar pela migração.

4. Saia em busca das passagens aérea

Essa etapa pode levar muito tempo. A pesquisa pode te gerar uma boa economia. Algumas centenas ou até milhares de dólares. Opção é o que não falta e por isso a dificuldade. Você pode escolher entre:

• Agências especializadas

• Alianças aéreas como a OneWorld ou a Star Alliance

• Esquema faça-você-mesmo, comprando cada trecho uma vez na estrada

E qual o melhor jeito?

Eu Optei pela OneWorld mas a verdade depende. Vários fatores entram em jogo e influencia no custo de ir e vir. O tempo vai ficar no local e qual seu estilo de viagem. Por exemplo: em uma viajem para Europa eu recomendo comprar passagens de companhias como Rainair, Wizziair, Easy jet ou outra lowcoast. Tudo depende fatores envolvidos em sua viajem.

5. Compre roupas e equipamentos adequados

Você precisa de muito menos do que pensa. Se você não quiser usar taxi o tempo todo, pense bem no que levar e no que vestir. Sugiro sempre estar leve e roupas do tipo dry fit pro calor e do tipo segunda pele para o frio são itens interessantes e fáceis de levar em uma mochila. Meu critério, na hora de decidir o que comprar, é sempre o peso do objeto. O mais leve é geralmente o escolhido. Não exagere pois você irá carregar tudo o que levar e andar longas distâncias com a mochila pesada faz muita diferença.

Você pode lavar suas roupas nos banheiros dos albergues, hotéis ou em lavanderias. Muitos albergues e hotéis fornecem esse tipo de serviço.

Outra dica é comprar roupas pelo caminho provavelmente será mais barato que comprar no Brasil e ainda serve como recordação da viajem.Dicas para volta ao mundo

Posts Relacionados