Atacama – Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Atacama Deserto – Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas

Um dia colorido no norte do Chile! Em algumas paisagens, tom sobre tom em azul, já em outras, contrastes multicoloridos que nos enchem os olhos.

Primeira parada: Piedras Rojas

Comecei o dia visitando Piedras Rojas. No “gostódromo” Retrip pode considerar Piedras Rojas como o Top 3 do Atacama – Não deixe esse local de fora quando você for montar seu roteiro, ok?

Piedras Rojas em San Pedro de Atacama, Deserto de Atacama
Piedras Rojas em San Pedro de Atacama

O frio estava de lascar quando o pessoal da Ayllu me pegou no hotel. Estava ventando demais já nos 4000m de altitude quando passamos por um mirante onde avistamos a Laguna Tuyaitu. É um lugar lindo, mas piorou um pouco mais quando chegamos aos 4300m já em Piedras Rojas. Isso deixou a sensação térmica ainda mais crítica! Mas como estava bem agasalhado (e sugiro: faça o mesmo!) foi mais tranquilo me proteger do frio e do vento e ainda conseguir fotografar a paisagem.

Deserto de Atacama, San Pedro de Atacama
Deserto de Atacama
Deserto de Atacama em San Pedro
Deserto de Atacama em San Pedro

Piedras Rojas é maravilhoso e simplifica o trabalho daqueles que desejam fazer cliques sensacionais. Eu não era o único maravilhado com o local, todos ficaram comovidos em pisar nesse local de beleza única.

Vários ângulos interessantes do Deserto de Atacama
Vários ângulos interessantes do Deserto de Atacama
Passeio às Piedras Rojas no Deserto Atacama, San Pedro
Passeio às Piedras Rojas no Deserto Atacama, San Pedro

Circulei por vários locais para fotografar. Os flamingos não quiseram se aproximar e não consegui fotografá-los nessa manhã. Apenas um detalhe para quem transitou, igual a um louco, por cima das pedras de cor vermelha, procurando ângulos interessantes para dar o contraste ideal entre o vermelho das pedras e o azul do céu, além do verde do lago com o marrom do terreno.

DICA RETRIP: Tome cuidado para não ficar subindo e descendo rapidamente as pedras de lá. Como o local está a 4300m você pode sentir a altitude e até se desequilibrar. Precaução é sempre o melhor remédio.

Transbordei de felicidade com o que vi e fiquei na expectativa da chegada do café da manhã que seria servido pelo pessoal da Ayllu, agência com que fechei parceria para meus passeios no Atacama.

A Ayllu Expediciones é uma empresa especializada em atender brasileiros. Tudo é feito com muito carinho por todos os colaboradores que nos acompanham na estadia pelo Atacama. Empresa séria e que preza pela qualidade dos serviços prestados além de dar comodidade ao cliente que a contrata. Recomendadíssimos!

Pontos estratégicos`do Deserto de Atacama
Pontos estratégicos`do Deserto de Atacama

Voltando ao café da manhã em Piedras Rojas: Tudo impecável e com muitas opções! Como dizemos aqui em Minas Gerais, eu sou um “bom de garfo” e me deliciei com cada café ou almoço servidos por eles.

Preparação do super café da manhã no Deserto de Atacama
Preparação do super café da manhã no Deserto de Atacama

Eles encontraram um lugar com menos vento para servir-nos. Ficamos ali contemplando a paisagem e saboreando um delicioso café matutino. Sabe aquelas coisas que ficam guardadas na memória pra sempre? Então, bem isso!

Com o fim da contemplação do lugar e fim da ostentação do café da manhã, saímos de Piedras Rojas em direção às Lagunas Altiplânicas.

 

Lagunas Altiplânicas

Segundo momento “cores”. Nesse caso tom sobre tom de azul (céu e lagoas) e contrastes com o amarelo da vegetação que só cresce nessas altitudes.

 

Lagunas Altiplânicas em San Pedro de Atacama, Deserto de Atacama
Lagunas Altiplânicas em San Pedro de Atacama, Deserto de Atacama
Laguna Miscanti em San Pedro de Atacama, no Deserto de Atacama
Laguna Miscanti em San Pedro de Atacama, no Deserto de Atacama

 

As Lagunas Altiplânicas ficam a cerca de 110 quilômetros de San Pedro e muitos optam por fazer esse passeio sozinho, pois acreditam ser menos cansativo. Optei por passeio duplo, juntamente com Piedras Rojas. Quanto a me cansar, achei bem tranquilo.

Lagunas Altiplânicas na Reserva Nacional Los Flamencos
Moradores do Deserto de Atacama, San Pedro

Essas lagunas ficam dentro de uma reserva chamada Reserva Nacional Los Flamengos e possui taxa de entrada: 5.000 pesos chilenos.

Lagunas Altiplânicas na Reserva Nacional Los Flamencos
Reserva Nacional Los Flamencos – Lagunas Altiplânicas

O frio já não incomodava tanto quanto antes e o primeiro momento foi passar pela imponente Laguna Miscante, a maior do local com 15km2. A imensidão do lugar impressiona pois o conjunto lagoas/montanhas dão a grande dimensão do lugar. As fotos não retratam o que é de fato.

Casinha de apoio na Laguna Miscanti em San Pedro, no Deserto de Atacama
Casinha de apoio na Laguna Miscanti em San Pedro, no Deserto de Atacama
Laguna Miscanti em San Pedro, no Deserto de Atacama
Laguna Miscanti em San Pedro, no Deserto de Atacama
Casinha de apoio na Laguna Miscanti em San Pedro, no Deserto de Atacama
Laguna Miscanti em San Pedro, no Deserto de Atacama

Segui caminhando até a Laguna Miñiques que é bem menor, mas não menos bela! Caminhei pelas passarelas demarcadas sentindo a brisa no rosto e admirando a beleza do local. Aliás, o barulho do vento é o único barulho que se escuta por lá. Caminhar me faz pensar na vida, agradecer por viver aquele momento e sentir que algo dentro de mim está mudando dali pra frente, pra melhor.

Caminhar no sentido da perfeição na Laguna Miñiques, San Pedro de Atacama
Caminhar no sentido da perfeição na Laguna Miñiques, San Pedro de Atacama
Caminho demarcado para os turistas e veículos autorizados na Laguna Miñiques
Caminho demarcado para os turistas e veículos autorizados na Laguna Miñiques

As duas lagunas já foram uma só, mas atualmente, a primeira envia água para a segunda através de uma passagem subterrânea.

Laguna Miñiques em San Pedro de Atacama, no Deserto de Atacama
Laguna Miñiques em San Pedro de Atacama, no Deserto de Atacama
Laguna Miñiques em San Pedro de Atacama, no Deserto de Atacama
Laguna Miñiques em San Pedro de Atacama

 

Povoado Socraire e passagem pelo Trópico de Capricórnio

Na volta para San Pedro ainda visitei o pequeno povoado de Socraire. Um lugar com cerca de mil habitantes que vivem, unicamente, da agricultura. São usadas técnicas de plantio, deixadas pelos Incas que possibilita plantar frutas e verduras mesmo sendo no deserto. Tudo rudimentar e que abastece as famílias que moram lá. Destaque para a igrejinha local. Em toda região encontra-se um cacto que cresce cerca de um centímetro ao ano. Alguns estão com 3 metros de altura. Dá para se ter a noção da idade dele né? É incrível. Em Socrarie, alguns decoram as ruas do povoado.

Povoado de Socraire em San Pedro do Atacama
Casinhas em Socrarie, um pequeno povoado em San Pedro do Atacama
Cactos com 2 metros no Deserto de Atacama
Cactos com 2 metros no Deserto de Atacama

Seguimos de volta para San Pedro até que cruzei a linha por onde passa o Trópico de Capricórnio. O interessante nesse ponto é que o trópico também cruza com uma trilha Inca usada, muitos e muitos anos atrás, para se chegar até a Bolívia. Ainda hoje alguns povos que habitam o deserto fazem trechos dessa trilha, não como meio de transporte mas em datas festivas.

Placa Indicativa Trópico de Capricórnio, San Pedro de Atacama
Placa Indicativa Trópico de Capricórnio, San Pedro de Atacama

Se a linha do Trópico é imaginária, uma grande placa não a deixa passar em branco. E é claro que eu registrei.

 

Gostou?

Leia mais sobre roteiros, dicas e informações para sua viagem à San Pedro, Deserto de Atacama, acompanhe os artigos do nosso blog!

Posts Relacionados